Conhecendo o consumidor

#plantavc #cynthia #sabores

 

Olá pessoal, tudo bem?

Subiu vídeo novo no canal da Planta e claro, uma matéria super completa para vocês. 

 

CONHECENDO O CONSUMIDOR

Antes de pensar em um novo produto, uma nova linha ou até uma reformulação inovadora, é preciso que você conheça seus consumidores e coloque-os no centro de suas decisões!

Durante o processo de inovação, seu time pode ter como base para o desenvolvimento de novas ideias as tendências de mercado ou lançamentos de dentro e fora do Brasil. Entretanto, de nada adiantará estudar apenas o produto e deixar de lado quem irá, de fato, consumi-lo. É importante sempre ter em mente que a chave para o sucesso de sua ideia inovadora não está na utilização do ingrediente mais inusitado, mas sim no bom conhecimento de quem são os seus consumidores-alvo!

Segundo a ferramenta do Four Factors, do Healthy Marketing Team, da qual a Equilibrium Latam é parceira e licenciada para a implementação na América Latina, podemos dividir os consumidores em quatro principais perfis, sendo que cada perfil é composto por pessoas que compartilham alguma necessidade específica e que fala mais alto no momento. Veja abaixo:

1.    Massa: buscam por produtos e marcas tradicionais, não priorizam as questões de saúde e nutrição e consideram o preço como fator crucial para a compra.

Como exemplo, podemos citar a marca de lácteos Batavo, que possui em seu portfólio produtos para toda a família, variando desde requeijões tradicionais a achocolatados prontos para beber. As formulações são básicas da indústria, contam com ingredientes tradicionais que aumentam a vida de prateleira do produto, mantêm bom sabor e, principalmente, tornam o produto mais barato e acessível. (https://batavo.com.br/)

 

2.    Massa Precoce: apesar de estarem ligados em questões de saúde e nutrição e desejarem por produtos inovadores, ainda precisam de preços acessíveis. Assim, buscam uma solução para suas rotinas, sem abrir mão da conveniência, do sabor e do baixo preço.

Para este público é comum que marcas de produtos tradicionais, voltados para a massa, desenvolvam uma submarca com algum valor agregado e que atinja esse nicho mais específico de consumidores. Assim fez a Nestlé com sua submarca Nesfit, que possui portfólio de biscoitos e iogurtes com mais fibras, farinhas integrais e iogurtes com cereais. E apesar de utilizar ingredientes funcionais, a Nesfit ainda mantém preços competitivos e prioriza o sabor de seus produtos, o que pode ser visto até mesmo com seu slogan “Nesfit, sabor e bem-estar em perfeito equilíbrio.” (https://www.nestle.com.br/marcas/nesfit)

 

3.    Lifestyle: sua motivação para a compra é o desejo por novidades, tendências e produtos que têm valor agregado, mesmo que precisem pagar mais caro por isso. Para esses consumidores, é importante que os valores da marca ou do produto vão de encontro aos seus.

Aqui, as marcas baseiam a produção de seus produtos em uma ou mais megatendências do mercado, como acontece na Yorgus. A marca trabalha principalmente com a “Faxina na Lista/ Clean Label” e possui um portfólio de iogurtes sem adição de açúcares, espessantes, conservantes, aromatizantes e leite reconstituído. Ainda mais, utilizando o processo de dessoramento do leite, seus iogurtes possuem alto teor proteico e os diferentes sabores são feitos com polpas naturais de frutas. (https://yorgus.com.br/)

 

4.    Tecnológicos: a motivação para a compra é a necessidade de produtos relacionados a questões de saúde e nutrição específicas. Esses consumidores recebem a indicação de médicos ou nutricionistas para consumirem produtos direcionados à sua condição. Podem entrar pessoas celíacas, intolerantes à lactose, diabéticos, etc.

A Schar Produtos é uma empresa com extenso portfólio de bolos, biscoitos doces e salgados, pães, massas e farinhas, todos feitos com ingredientes livres de glúten, sendo que alguns produtos ainda contam com uma formulação sem lactose e conservantes. Para nichar seus consumidores, a Schar Produtos trabalha o “sem glúten” como uma questão de necessidade na rotina do consumidor e não como uma tendência de saudabilidade do mercado. Assim, trazem em sua comunicação diferentes informações sobre como seguir uma dieta livre de glúten, quais ingredientes devem ser evitados, os principais perigos e outras condições glúten-relacionadas. (https://www.schaer.com/pt-br)

 

Por fim, busque junto a seu time de inovação, entender como seu consumidor está em relação à marca, aos ingredientes que serão utilizados, ao produto e à categoria em questão. Ele tem necessidade do benefício que você quer comunicar? Os ingredientes fazem sentido para ele? Reflita também sobre a atual realidade desse consumidor no Brasil, sobre o reconhecimento que a sua marca possui e como ela é aceita pela população que a consome. Quanto mais detalhes conseguir agrupar, mais assertivo e bem aceito seu produto será!

 

E agora que você já conhece melhor sobre esses quatro diferentes perfis de consumidores, você conseguirá identificar quem é o público de sua marca e assim garantir o sucesso de suas inovações! E aí conta pra gente, quem é o seu consumidor atual e qual será o consumidor-alvo do seu projeto de inovação? 

 

ASSISTA O VÍDEO NA ÍNTEGRA CLICANDO NA IMAGEM

 

Autora: Cynthia Antonaccio – Fundadora e CEO da Equilibrium

O Futuro é agora. Crie, compartilhe, conecte-se. Somos a Planta.vc. 

Siga-nos:

Facebook: https://www.facebook.com/plantavc 

Instagram: https://www.instagram.com/planta.vc

Linkedin: https://www.linkedin.com/company/planta-inovações-colaborativas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − treze =