Quero inovar na minha empresa. Por onde começar?

#plantavc #cynthia #inovação 

Olá pessoal, tudo bem? 

Quero inovar na minha empresa. Por onde começar?

 Agora que você já sabe da importância de inovar dentro da sua empresa, vamos entender melhor por onde começar e quais são os principais passos a serem dados!

 Para dar início, é preciso estruturar o processo de inovação que será feito na empresa, de forma que atividades como workshops, reuniões e squads tenham agenda criativa e inspiradora, mas com objetivos concretos. Precisamos saber onde queremos chegar para que seja efetivo. Aqui, a intenção não é apenas consolidar ideias, mas sim envolver pessoas na sequência de ações e responsabilidades!

Defina um líder: Muitas empresas não têm um time responsável pela inovação e diante de uma agenda cheia muitas vezes a inovação deixa de ser uma prioridade. Entretanto, para disparar à frente da concorrência é necessário agilidade, pensamento estratégico e eventualmente, contar com parceiros que alimentem essa cultura de forma constante pode ser uma solução!

As oportunidades com esses parceiros são diversas:

– Radar de inovação, com lançamentos e notícias do mercado e da ciência que impactam sua categoria e marca;

– Estudos de mercado;

– Apresentação de megatendências e cases para sua categoria;

– Avaliação crítica do portfólio atual da empresa;

-Workshops de ideação envolvendo pessoas de diversas áreas e com expertises complementares;

 Ao fim dessa jornada, você pode utilizar o funil de inovação para validar as principais ideias construídas e avaliar o quão viáveis elas realmente são! Esse processo pode ser dividido em 5 etapas:

1.    Marca: as inovações propostas estão alinhadas com a essência e propósito da marca atual? Lembre-se que a inovação poderá surgir com uma marca mãe, uma submarca ou uma marca nova.

Como exemplo, temos a Vigor Alimentos, que considerou as mudanças de hábito do consumidor brasileiro e em março de 2021 investiu mais de R$35 milhões no desenvolvimento de sua nova submarca, a Vigor Viv. A nova linha conta com 27 produtos alinhados com as tendências de saudabilidade e sustentabilidade.

2.    Tendências: selecionar as principais tendências que movimentam o mercado de alimentação e conseguir entendê-las é a chave para o sucesso. Ainda mais, mapear tendências de outras categorias com certeza será um diferencial! – Atualmente, podemos citar 3 grandes tendências em alimentos e bebidas, será que sua marca está alinhada a alguma delas?

a.       Naturalidade

b.       Plant based

c.       Snacks – a tendência que permeia todas as categorias

3.    Consumidor: busque sempre saber quem é seu consumidor atual e o consumidor potencial para a futura inovação, quais são seus anseios e atitudes e quais outras marcas eles consomem.

4.      Influenciadores: segundo a Pesquisa de Percepção do Nutricionista em Relação a Indústria de Alimentos da Academia da Nutrição (realizada em outubro de 2019, com 241 nutricionistas de todo o país), para 53,1% dos nutricionistas consultados, a transparência da marca é um dos principais atributos buscados pelos profissionais. Além disso, de acordo com a Pesquisa sobre o Mercado de Suplementos realizada em maio de 2021, também pela Academia da Nutrição, de 181 nutricionistas respondentes, 76,2% declararam que a visita de marcas ao consultório tem alta ou moderada influência na recomendação de produtos aos pacientes. Dessa forma, é importante manter contato e bom relacionamento com blogueiros, chefs, nutricionistas, médicos e cientistas, pois são eles quem prescrevem e divulgam os produtos.

5.    Cadeia produtiva: de acordo com a Euromonitor International, em 2020 73% dos profissionais de diferentes indústrias que foram entrevistados acreditavam que as iniciativas de sustentabilidade eram essenciais para o sucesso, enquanto 69% esperavam que os consumidores se importassem mais com sustentabilidade após a pandemia. Considerando tais dados, é importante contar com bons fornecedores e utilizar o pilar da sustentabilidade como base para essa escolha. Prefira fornecedores locais que cuidem da área de plantio e do cultivo dos animais e utilizem ingredientes regionais.

 

 Antes de colocar a mão na massa, defina um método de condução para seu processo de inovação!

A metodologia escolhida deve engajar e inspirar todos os envolvidos, de forma que gere resultados. Para isso, um possível caminho a ser seguido é a metodologia do duplo diamante, proposto pelo Design Thinking e muito utilizado em inovação por contribuir para o dinamismo da rotina e garantir um olhar centrado para o ser humano. Baseado nas etapas de descobrimento, definição, elaboração e entrega, o duplo diamante deixa claro que trabalhar pensando em “problema-solução” não será suficiente para sua empresa se destacar. Escutar e observar o consumidor, reformular perguntas, questionar o problema e convergir para novas possibilidades são atitudes essenciais no processo de inovação, mas que não são praticadas em métodos como o top-down (em que o líder impõe suas ideias) ou aqueles baseados apenas em números e dados.

Além disso, colocar os consumidores como o centro das decisões com certeza fará diferença no seu processo de inovação. Convide seu time a conhecê-los melhor, a sair do ambiente de trabalho e entender seus comportamentos, além de saber o que está em alta na mídia e na boca do povo.

 E para que todo a jornada se mantenha viva, envolva a liderança da empresa!

Se possível, convoque líderes inspiradores para abertura de encontros, palestras ou participações especiais. Este apoio mostra a importância das iniciativas que estão sendo tomadas em inovação e inspira todos a participarem ativamente. Só não esqueça que a liderança está ali para inspirar e não impor ideias!

 Por fim, é importante saber conciliar toda a prática da observação de comportamento e atitudes dos consumidores com os dados de pesquisa e mercado disponíveis, tornando o projeto mais atrativo e seguro para o CEO e time de vendas.

Para isso, forneça relatórios de institutos de pesquisas atuais para seu time, mapeie as principais tendências, complemente esses dados com as reflexões levantadas e alinhe todas as ideias ao propósito e visão de futuro da empresa.

Sabendo das principais estratégias para começar a inovar, quais pretende implementar no seu time e alavancar esse processo em sua empresa? Conta pra gente!

 

Autora: Cynthia Antonaccio – Fundadora e CEO da Equilibrium 

O Futuro é agora. Crie, compartilhe, conecte-se. Somos a Planta.vc. 

Siga-nos:

Facebook: https://www.facebook.com/plantavc 

Instagram: https://www.instagram.com/planta.vc

Linkedin: https://www.linkedin.com/company/planta-inovações-colaborativas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + 9 =